As projeções de mercado para a o IPCA de 2005 aumentaram pela terceira semana consecutiva e passaram de 5,60% para 5,70% em pesquisa semanal do Banco Central (BC). Com a elevação, as estimativas ficaram ainda mais distantes do centro da meta de 4,5% fixado pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) para o próximo ano.

As previsões para o corrente ano seguiram a mesma tendência de alta e passaram de 7,29% para 7,37%, ficando mais próximas do teto de 8% da meta de inflação. Em contrapartida, as previsões de IPCA em 12 meses à frente recuaram de 6,38% para 6 19%, um porcentual ainda superior aos 6,18% de há quatro semanas. Para o corrente mês, as projeções de inflação ficaram estáveis em 0,60% pela segunda semana consecutiva.

As estimativas de IPCA para outubro também não se alteraram e continuaram em 0,45% pela sexta semana consecutiva. As estimativas de reajuste dos preços administrados neste ano ficaram estáveis nos mesmos 8,45% da pesquisa divulgada na semana passada. As previsões de aumento dos administrados para 2005, por sua vez, recuaram de 6,80% para 6,75%.