As projeções de mercado para o IPCA em 2006 caíram de 4,33% para 4,32% em pesquisa semanal do BC divulgada hoje. Esta foi a sétima queda seguida destas previsões que estavam em 4,43% há quatro semanas. Com a nova redução, as expectativas de IPCA para este ano ficaram ainda mais abaixo da meta central de inflação fixada pelo CMN em 4,50%.

Apesar da queda, as previsões de IPCA para este ano das instituições Top Five ficaram estáveis em 4,31% no cenário de médio prazo. Há quatro semanas, estas projeções estavam em 4,47% Para 2007, as estimativas de IPCA continuaram estáveis em 4,50% pela 39ª semana seguida. Apesar da estabilidade, o porcentual equivale à meta central de inflação de 4,50% já fixada pelo CMN para o próximo ano.

As previsões suavizadas de IPCA em 12 meses à frente subiram, por sua vez, de 4,15% para 4,18%. Esta foi a segunda elevação consecutiva destas previsões, que estavam em 4,17% há quatro semanas. Para este mês de maio, as estimativas de IPCA ficaram estáveis em 0,23%. Há quatro semanas estas previsões estavam em 0,25%. Para junho próximo, as previsões de IPCA também não mudaram e seguiram estáveis em 0,25%. Há quatro semanas estas projeções estavam em 0,27%.

As estimativas de mercado para o reajuste dos preços administrados este ano também não se alteraram e prosseguiram em 4,50% pela oitava semana seguida. Para 2007, as expectativas de aumento dos administrados subiram de 4,40% para 4,50%. Há quatro semanas estas projeções estavam em 4,20%.