O presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), Clodualdo Pereira Júnior, apresentou, nesta quarta-feira à tarde, à Câmara de Vereadores os principais projetos urbanos previstos nesta gestão do prefeito Beto Richa. O convite partiu do presidente da Câmara, vereador João Cláudio Derosso (PSDB).

"Este ano o Ippuc comemora 40 anos de existência. Queremos qualificar os projetos já existentes e estabelecer outros, que promovam uma nova infra-estrutura urbana capaz de melhorar as condições sócio-econômicas de nossa população", afirmou Clodualdo Pereira.

Ele apresentou o que define como "dez mandamentos para metropolização da cidade", conforme estabelecido no plano de governo de Richa. "Intentamos um crescimento infra-estrutural, com tecnologia aplicada aos projetos e que promova, especialmente, o desenvolvimento social em Curitiba", disse.

Os vereadores conheceram alguns dos principais projetos propostos. Por exemplo, o Cinturão da Boa Vizinhança, que prevê a gestão compartilhada com os municípios das áreas de conurbação com Curitiba. Serão criados mecanismos de infra-estrutura para atendimento da população nas áreas de transporte, saúde, educação, abastecimento e outros.

"Queremos o fortalecimento das comunidades organizadas para um desenvolvimento sustentável nas regiões de divisa com Curitiba. A equipe de pesquisa e planejamento urbano de Curitiba está à disposição dos administradores dos municípios vizinhos", afirmou Clodualdo.

Na apresentação, o presidente do Ippuc mostrou como o projeto "Curitiba do Futuro" será capaz de promover modificações estruturais na malha viária da cidade para favorecer a criação de pólos comerciais nas regiões periféricas e melhorar o fluxo populacional entre as regiões da cidade.

"Não pretendemos alterar o Plano Diretor de Curitiba. O eixo metropolitano será mantido, mas o projeto vai passar por algumas revisões para alcançar a máxima excelência", afirmou. Além desses, foram apresentados também outros projetos, como o Marco Zero (de revitalização do centro urbano da cidade), o Tecnoparque (que cria centros de pesquisa com aplicação da tecnologia de informação), o Moro Aqui (a ser desenvolvido com a Cohab).

Na área de esporte e lazer foram apresentados projetos que priorizam o atendimento humano. O objetivo é minimizar problemas de criminalidade e oferecer melhor qualidade de vida nos bairros. Clodualdo expôs, por exemplo, a intenção de fazer de Curitiba a sede olímpica para 2016.

Também estão previstos projetos para criação de novos parques, revitalização e preservação das áreas naturais pré-existentes na cidade.

Ele ainda destacou o projeto Perto de Você, que aproxima a administração pública municipal das comunidades organizadas, como associações de moradores. "A prefeitura e suas Administrações Regionais estão de portas abertas para atender as lideranças comunitárias, para diálogo e eleição de prioridades dos cidadãos", garantiu.