O Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) está acelerando seus estudos para que novas obras sejam iniciadas, principalmente com relação à infra-estrutura de alguns terminais, dentro do planejamento que faz parte do Plano Diretor da Cidade.

Um dos principais pontos desses novos planejamentos seria a transferência parcial das linhas do terminal do Guadalupe, localizado no centro de Curitiba. Com o intenso movimento de ônibus e passageiros, o local tem sido alvo de constantes reclamações por causa do grande tráfego de veículos em horários de pico e com o acúmulo de filas que se formam à espera dos ônibus.

O projeto da transferência parcial, segundo o diretor do Ippuc, Luiz Hayakawa, ainda está no papel e precisa de algumas definições antes que seja realmente posto em prática. Ele afirma que a construção de um novo terminal, no pátio da rodoferroviária, resolveria parte do problema, mas que deve ser realizado somente em médio ou longo prazo. “Temos essa idéia, mas dependemos da desativação total das linhas férreas, para que possamos realizar algo concreto. Com esse novo terminal, o Guadalupe abrangeria um número menor de linhas, desafogando o trânsito e causando menos transtorno para os usuários”, diz. (Leia mais na edição de amanhã de O Estado do Paraná)