O irmão da missionária norte-americana Dorothy Stang, assassinada em fevereiro deste ano em Anapu, no Pará, deve chegar hoje a Brasília. David Stang vem pedir ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) a federalização do crime. No dia 8 de junho, o STJ negou por unanimidade o pedido do então procurador-geral da República, Cláudio Fontelles, de transferir para o âmbito federal o processo.

Durante a permanência na capital do país, David também vai tentar um encontro com o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos. Na semana passada, em Belém, ele e uma comitiva mantiveram encontros com autoridades estaduais em busca de informações referentes ao andamento do processo sobre o assassinato da irmã.