Brasília – O presidente do Conselho de Ética, Ricardo Izar (PTB-SP), adiou para quarta-feira (21) a abertura do processo disciplinar que pede a cassação do presidente da Câmara, Severino Cavalcanti (PP-PE).

A representação foi levada ao Conselho na semana passada por cinco partidos de oposição. O Conselho enviou a representação à Mesa Diretora da Câmara para protoloco e numeração. Na quinta-feira (15), o secretário-geral da Mesa, Mozart Vianna, levou o documento ao próprio Severino para que ele o despachasse de volta ao Conselho.

O presidente do Conselho afirmou que a Mesa teria duas sessões – quinta e sexta-feira – para devolver o processo na segunda-feira. A previsão era nomear relator e sub-relator na reunião de amanhã (20). "Vamos ter que aguardar até quarta-feira de manhã, diante da possiblidade de renúncia do presidente. Então, não haverá necessidade de iniciarmos o processo", argumenta o presidente do Conselho.

Na semana passada, Izar chegou a anunciar que o relator do processo de Severino seria o deputado Nelson Trad (PMDB-MS) e o subrelator, o deputado Edmar Moreira (PL-MG).