Patrick Hertzog/AFP

Jean-Pierre Escalettes anunciou nesta segunda-feira em um comunicado que deixará no dia 2 de julho o seu posto de presidente da Federação Francesa de Futebol (FFF). “Depois de um final de semana de reflexão durante o qual consultei meus colegas políticos, meus assessores e meus parentes, considero que é meu dever pedir demissão de meu cargo de Presidente da Federação Francesa de Futebol”, indica Escalettes em seu comunicado. “Apresentarei a minha demissão ao final do Conselho Federal de 2 de julho”, acrescentou o dirigente. A posição de Escalettes ficou insustentável após o fracasso histórico dos Bleus nesta Copa do Mundo e, sobretudo, pelo caso Anelka e a pela paralisação feita pelos jogadores da seleção da França, que se negaram a participar de um treino. A ministra dos Esportes, Roselyne Bachelot, havia afirmado na quarta-feira passada, no dia seguinte à derrota para a África do Sul (2-1), que a “demissão” de Escalettes era “inevitável”.