O senador Jefferson Peres (PDT-AM) será o candidato a vice-presidente na chapa encabeçada pelo senador Cristovam Buarque (PDT-DF) à Presidência da República. O acerto foi fechado ontem, em consultas feitas entre os integrantes da executiva do partido. A entrada de Peres na chapa alivia as tensões dentro do PDT, onde uma ala se opunha à candidatura do ex-ministro da Educação do governo Lula e ex-petista

Em Belo Horizonte, Cristovam reafirmou que teme que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva caia numa "tentação autoritária", caso seja reeleito no primeiro turno com uma grande margem de votos. O "medo" do presidenciável do PDT é que Lula, num eventual segundo mandato, sem maioria no Parlamento, passe a falar "diretamente ao povo", ignorando o Congresso Nacional

"Esse é meu medo. Porque se ele for eleito no primeiro turno com uma votação muito expressiva e ao mesmo tempo nós tivermos um Congresso em que ele vai ser minoritário, como tudo indica, eu temo pelas instituições democráticas", disse Cristovam

O presidenciável do PDT acredita que, atualmente, a probabilidade maior é que o presidente seja reeleito. "Eu temo por uma tentação autoritária do presidente Lula se ele vencer no primeiro turno", insistiu, em entrevista à rádio CBN

"Temo a tentação de qualquer pessoa que tenha 50, 60 milhões de votos, sentindo o povo nas suas mãos e não tem votos no Congresso, de passar por cima do Congresso, de começar a convocar plebiscitos, de falar diretamente ao povo. Sobretudo quando a gente tem um Congresso desmoralizado, que facilitaria ainda mais o papel dele, um gesto autoritário.