O deputado João Paulo Cunha (PT-SP) foi hoje à Secretaria Geral da Mesa da Câmara para pedir alguns documentos. "Vim pedir alguns documentos da minha época de presidente, para ajudar na documentação que estou juntando", afirmou o deputado, sem dizer para que seriam esses documentos.

Segundo a Secretaria Geral da Mesa, João Paulo Cunha pediu cópia de um pronunciamento que fez na TV Câmara e de um processo, que foi arquivado, que trata de uma entrevista que Miro Teixeira teria dado à imprensa em setembro de 2004 sobre o suposto pagamento de mesadas a parlamentares, antes das denúncias virem à tona.

Aos jornalistas que perguntaram ao deputado se ele pretendia renunciar, ele respondeu com outra pergunta: "Por que?". Ele não quis falar muito sobre o assunto. "Eu não tenho experiência de renúncia. Quem tem é que pode falar como é e como o povo se comporta diante disso. Não é o meu caso", afirmou.