O Coritiba está realmente imbatível jogando em seus domínios. A torcida alviverde não presencia uma derrota de seu time jogando em Curitiba desde o dia 13 de novembro de 2005, praticamente nove meses. No jogo realizado na noite desta sexta-feira (11) diante do Paysandu, o Coxa ampliou esse retrospecto ao vencer por 1 a 0. O público que compareceu em bom número, mais de 18 mil, comemorou muito a invencibilidade e a manutenção da equipe na vice-liderança da Série B do Campeonato Brasileiro 2006.

O primeiro tempo não foi nada fácil para o Coritiba. O time de Paulo Bonamigo não procurava jogadas pelas laterais, caindo facilmente na forte e boa marcação do time bicolor.

O Coxa só foi exigir do goleiro Ronaldo aos 15 minutos. Caio fez boa jogada e chutou forte, Ronaldo praticou a defesa. O time paranaense só voltou a assustar aos 20 minutos. Em jogada de Ricardinho, a bola sobrou para Caio, o meia alviverde chutou e Ronaldo fez boa intervenção.

O Coritiba passou a errar demasiadamente passes, principalmente com Caio e Ricardinho, dando oportunidades de contra-ataque para o time de Belém. Aos 27 minutos, Rogerinho fez boa jogada e mandou na área, Balão desperdiçou na frente de Artur. Aos 31 minutos, Ricardinho cometeu falta dura em Oziel, na preocupação da torcida coxa, Rogerinho cobrou forte, obrigando Artur fazer boa e firme defesa.

No final da primeira etapa, o Coritiba chegou a reclamar de uma penalidade máxima, que o árbitro, acertadamente, não marcou.

Segundo tempo

O Coritiba voltou para o segundo tempo como havia terminado o primeiro, errando muitos passes e não colocando em pratica o que Paulo Bonamigo pediu, jogar pelas laterais.

Aos 10 minutos, a história do jogo começou a ser mudada. Sílvio, que já estava com cartão amarelo, jogou violentamente pra cima de Caio e o árbitro da partida aplicou o vermelho direto. Com um jogador a mais, o técnico alviverde ousou e aos 18 minutos colocou mais um atacante em lugar de um jogador de marcação. O resultado não demorou. Cristian tanto arriscou o chute de fora da área que aos 24 minutos foi contemplado com a marcação do gol, a bola ainda desviou no zagueiro do Paysandu, enganando o goleiro Ronaldo, que nada pôde fazer para evitar a abertura do marcador.

O Coritiba continuou pressionando bastante, mas a noite não era dos atacantes, que não conseguiam colocar a bola para dentro da rede. Aos 32 minutos, Luís Paulo fez boa jogada e cruzou na cabeça de William. O goleiro Ronaldo se esticou todo e espalmou a bola, que ainda tocou no travessão antes de sair.

A equipe de Belém não se entregava e, mesmo com um jogador a menos, arriscava o contra-ataque, obrigando o goleiro Artur a fazer duas boas defesas. Já no final do jogo, Rogerinho cobrou falta, Artur só acompanhou e a bola explodiu no travessão, assustando a torcida alviverde.

Com a vitória, o Coritiba mantém a segunda colocação, com 29 pontos, atrás apenas do Avaí, que está com 30 pontos. Na próxima rodada, o Coritiba vai a Minas Gerais enfrentar o Atlético Mineiro, pela 17.ª rodada.