Foto por:

Um jornalista britânico que supostamente intermediou a entrada de um torcedor no vestiário da seleção inglesa depois do jogo contra a Argélia foi detido na África do Sul, anunciou nesta terça-feira o chefe da polícia Bheki Cele.

“Na noite passada (segunda-feira), Simin Wright, um jornalista britânico que trabalha para o ‘Sunday Mirror’, foi detido por desobedecer às leis”, disse Cele.

“A polícia tem razões para acreditar que esse incidente foi orquestrado com a colaboração de certo número de pessoas, segundo mostram as câmeras de vigilância. (…) Wright admite que escondeu e entrevistou o torcedor Pavlos Joseph”, explica.

O jornalista é acusado de ter reservado um quarto em um hotel de luxo para Joseph dando informações falsas.

O torcedor inglês foi detido por entrar no vestiário depois do empate sem gols com a Argélia no dia 18, na Cidade de Cabo.

Dois dias depois do jogo, o “Sunday Mirror” publicou uma entrevista com o torcedor, que garantia ter conversado com David Beckham e dito: “David, gastamos uma fortuna para vir aqui. Isso é uma vergonha! O que vocês pensam em fazer”.

O torcedor foi detido dois dias depois da partida em um hotel na Cidade do Cabo e solto logo em seguida sob fiança, sob a condição de não assistir a mais nenhum jogo até o julgamento, nesta quarta-feira.

O Trinity Mirror, dono do jornal em questão, diz que a matéria é resultado de uma cobertura legal e sai em defesa do jornalista. “Entramos em contato e ele já tem um advogado”, garante o porta-voz Nick Fullagar.