O governo obteve hoje uma vitória na Justiça Federal. A juíza substituta Candice Lavocat Galvão Jobim da 7.ª Vara Federal de Brasília, rejeitou um pedido de liminar feito por integrantes do Ministério Público Federal (MPF) com o objetivo de suspender a Operação Tapa-Buraco. Na decisão, Candice levou em consideração o argumento do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit) que sustentou a situação "calamitosa" das estradas brasileiras. "É fora de dúvida que essa situação, de inegável caráter emergencial, tornou-se insuportável, justificando as medidas de urgência tomadas, ainda que permaneça sem explicação aceitável o seu retardamento por anos a fio", afirmou. De acordo com ela, o desprezo das autoridades não é razão para suspender as obras de recuperação da malha federal.