As principais taxas de juros na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) abriram em baixa, em reação ao clima positivo no exterior e à percepção favorável do cenário local – confirmada esta manhã pela pesquisa Focus, divulgada pelo Banco Central (BC). Às 10h10 o contrato de depósito interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2009 tinha taxa de 11,46% ao ano (11,53% na sexta-feira); o DI para janeiro de 2010 projetava taxa de 11,30% ao ano (11,38% na sexta).

O mercado amanheceu sob o efeito do encontro dos ministros do G-7 (os sete países mais industrializados do mundo), que traçaram um cenário benigno para o rumo da economia mundial, apesar da perspectiva de desaceleração econômica nos Estados Unidos. Esse fato possibilitou ganhos das bolsas européias e, em conseqüência, dos índices futuros em Nova York. Em seguida, os futuros das bolsas norte-americanas aceleraram a alta, diante da divulgação de dados mostrando vendas firmes do varejo nos EUA em março.

Ainda existe a expectativa pela divulgação do CPI, o índice de preços ao consumidor norte-americano, amanhã. Mas, por ora, os investidores mostram vigor, impulsionados também pelo noticiário sobre balanços, que alimenta o bom humor.

Internamente, a divulgação da pesquisa Focus foi considerada uma boa notícia – embora nenhuma das mudanças nas projeções tenha exatamente surpreendido. As previsões para a taxa de juros neste mês ficaram estáveis em 12,50% – confirmando a previsão de um corte de 0,25 ponto porcentual da Selic na reunião que termina na quarta-feira. Da mesma forma as estimativas de juros para o final do ano recuaram de 11,50% para 11,25% ao ano.