A 3ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça negou hoje, por unanimidade, pedido de bloqueio dos bens dos ex-governadores Orestes Quércia (1987 a 1991), Luiz Antônio Fleury Filho (1991 a 1997), além de 108 ex-controladores e ex-administradores do Banespa. O caso começou a ser julgado no dia 4 de junho.

O pedido de bloqueio dos bens fora aceito em abril de l996 pela Procuradoria Geral da Justiça, com o objetivo de compensar prejuízos de R$ 2,81 bilhões, apontado omissão de inquérito do Banco Central, após decretação de intervenção no Banespa, em dezembro de l994.