Brasília – Rio de Janeiro, Foz do Iguaçu e São Paulo são as cidades brasileiras que mais recebem turistas estrangeiros interessados em fazer lazer no país. Se o motivo são negócios, eventos ou convenções, São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre lideram a preferência. Quando a visita se dá por outras razões – para visitar parentes, por exemplo – São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte são as preferidas dos turistas.

As informações fazem parte da pesquisa Caracterização e Dimensionamento do Turismo Internacional no Brasil, apresentada hoje (27) pelo ministro do Turismo, Walfrido dos Mares Guia.

O levantamento – feito em parceria com a Empresa Brasileira de Turismo (Embratur), Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) e com a Universidade de São Paulo (USP) – constatou que 96% dos 5,3 milhões de turistas que visitaram o Brasil em 2005 pretendem retornar, pois têm opiniões positivas a respeito do país.

Visitantes de países da América do Sul são os que mais gastam quando vêm ao Brasil. Entre os que lideram o ranking de gasto per capita estão a Argentina e o Paraguai. Países de outros continentes, como Suíça, Canadá e Inglaterra, também colaboram com o crescimento da economia local.

A média de idade dos turistas que mais visitam o país é de 32 a 40 anos. E a renda individual varia de US$ 3,3 mil a US$ 5,3 mil.

Os pesquisadores percorreram 22 portões de entrada e saída do país, denter eles, 12 aeroportos internacionais e 10 fronteiras terrestres. Nesses lugares, 36 mil turistas foram entrevistados em quatro períodos do ano: janeiro (considerado um mês de alta temporada), julho (média temporada), novembro (de média- baixa temporada) e maio (baixa temporada).

Segundo o ministro, as informações da pesquisa farão parte de novas diretrizes do turismo no Brasil.