Um trabalhador sem-terra foi assassinado ontem em Amaragi, na Zona da Mata de Pernambuco. Amaro Fernandes da Silva, de 56 anos conhecido como "Fernando Sem-Terra", foi surpreendido após estacionar o carro em frente a um posto de gasolina, no centro da cidade. Segundo testemunhas, dois homens em uma moto efetuaram os disparos e o sem-terra morreu na hora

Amaro era líder do Movimento dos Trabalhadores Rurais e Urbanos do Brasil, uma dissidência do MST. De acordo com a polícia, ele vinha recebendo ameaças por questões ligadas à disputa por terra.