Rio, 10 (AE) – Uma loja da rede de supermercados Carrefour, na Cidade de Deus, foi fechada hoje, definitivamente, após ter sido saqueada. A desativação do estabelecimento já estava prevista, mas só devia acontecer no sábado. Participaram do saque ao mercado, localizado na Estrada Miguel Salazar Mendes de Morais, aproximadamente cem pessoas. O crime ocorreu à tarde. A direção do Carrefour afirmou que a loja foi fechada por ficar perto de outra unidade do grupo, na Barra da Tijuca.

Em fevereiro de 2001, o chefe da segurança e dois fiscais do supermercado desativado hoje foram acusados pelo Ministério Público de tentativa de homicídio contra duas mulheres flagradas furtando frascos de filtro solar. De acordo com a denúncia, eles mantinham um acordo com traficantes da Cidade de Deus, que puniam moradores apanhados roubando no estabelecimento. Geni Ribeiro Barbosa foi espancada pelos criminosos e não morreu graças à chegada da polícia, acionada por Andréa Cristina dos Santos, que escapara dos bandidos. O Carrefour repudiou a atitude dos funcionários.