O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou, na abertura da 39ª Convenção Nacional de Supermercados, em são Paulo, a criação da Secretaria de Comércio e Serviços. A nova secretaria, segundo Lula, funcionará ligada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior com o objetivo de elaborar políticas públicas para o setor de comércio e serviços.

Lula destacou os avanços da economia brasileira que resultaram em um "ciclo de solidez inédito". "Creio que não é mais possível ignorar o capital de otimismo que a economia brasileira acumulou até aqui. Sob qualquer ângulo que se olhe é forçoso reconhecer que há uma nova dinâmica a orientar a engrenagem produtiva do país", defendeu.

Entre os resultados da economia, o presidente citou o aumento das exportações, que crescem 24% ao ano, e o fato de que seis em cada dez empresas devem investir 18% a mais este ano do que em 2004. "A evolução da oferta, o fôlego da demanda, os resultados nas contas externas e sobretudo a retomada dos investimentos configuram um ciclo de solidez inédito nas últimas décadas da nossa história", afirmou Lula.

Depois da cerimônia, Lula inaugura a Feira Internacional de Produtos, Serviços, Equipamentos e Tecnologia para Supermercados, no Centro de Exposições Imigrantes, em São Paulo. O presidente retorna à Brasília no início da tarde. Às 16h30 reúne-se com o ministro do Controle e da Transparência, Waldir Pires, e em seguida com a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff.