O presidente Luiz Inácio Lula da Silva radicalizou neste domingo (17) o discurso eleitoral e chamou os tucanos de "predadores" durante comício realizado neste domingo na capital do Pará.

No palanque com dois candidatos ao governo do Estado, o peemedebista José Prianti e a petista Ana Júlia Carepa, Lula comentou que a reunião de opositores era uma "aula de sociologia política" e afirmou que o fenômeno só era possível porque todos têm um inimigo em comum: os tucanos.

O presidente comentou que, muitas vezes, os tucanos, aves de "bela plumagem e belo bico" saem do Parque Nacional de Brasília e vão até a Granja do Torto, onde comem os ovos de outros pássaros. "Os tucanos da política são iguais aos tucanos da fauna, são predadores", afirmou.

Lula estava acompanhado de políticos envolvidos em denúncias. José Prianti tem seu nome envolvido num esquema de licitações fraudulentas. Também estavam no palanque o ex-governador Jader Barbalho, acusado de desviar recursos do banco estadual, o Banpará, e da Superintendência Nacional da Amazônia (Sudam), além do ex-deputado "mensaleiro" Paulo Rocha (PT-PA), que renunciou para não ser cassado.