Brasília – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta sexta-feira (19) espera que o grupo de trabalho formado para analisar a entrada da Bolívia como membro pleno do Mercosul conclua rápido sua missão. Lula fez a afrirmação na abertura da Cúpula de Chefes de Estado do bloco, no Rio de Janeiro.

?Sejam bem-vindos os irmãos bolivianos e todos aqueles que quiserem ingressar no nosso bloco?, disse Lula, após anunciar a criação do grupo. Ele reveleou que a decisão do Mercosul de criar o grupo foi tomada ontem.

Nota divulgada pelo Itamaraty informa que o pedido do governo boliviano foi encaminhado por carta do presidente Evo Morales a Lula, na condição de presidente temporário do bloco.

Ontem (18) o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, defendeu tratamento diferenciado para a Bolívia na relação com as outras nações do Mercosul, caso o vizinho ingresse no bloco.

?A América do Sul, em especial o Brasil, tem que procurar, sim, oferecer possibilidades alternativas à Bolívia, sem estar fazendo exigências que sejam desnecessárias. O PIB [Produto Interno Bruto] per capita da Bolívia equivale a um quinto do brasileiro. É um país que depende, exclusivamente, de recursos naturais?, justificou.