O corpo do empresário e publisher do Grupo Folha, Octavio Frias de Oliveira, foi sepultado hoje no cemitério Gethsêmani, no bairro do Morumbi, zona sul de São Paulo, na presença de familiares e autoridades. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva presente no sepultamento, afirmou que a morte de Frias é uma perda irreparável para a imprensa brasileira. O presidente ressaltou a cobertura do jornal Folha de S.Paulo durante as greves dos metalúrgicos no final da década de 70 e a campanha das Diretas Já, liderada pelo jornal, como fundamentais para consolidação da democracia brasileira.

"Ele conseguiu fazer da Folha de S. Paulo um jornal quase que obrigatório para aqueles que queriam ler uma imprensa isenta e crítica", disse. "A Folha sempre se pautava por não ser chapa branca, mas também não deixava de reconhecer as coisas boas que o governo fazia", acrescentou.