O presidente Luiz Inácio Lula da Silva voltou a dizer nesta sexta-feira, ao assinar a ordem de serviço para a duplicação da rodovida BR-101, em Torres (RS), que muita gente torcia pelo fracasso do seu governo e acreditava que o país entraria numa "degringolada", mas que as quatro derrotas que teve o tranformaram num ser humano calejado.

"Porque as derrotas, ao invés de ficar chorando cada uma, nós temos que levantar a cabeça e tirar as lições das adversidades que vivemos para que a gente possa a partir daí avançar um pouco mais na compreensão da relação do governante com o seu povo e do estado com a sociedade", disse Lula.

Lula disse ainda que, ao contrário do que muitos analistas econômicos diziam, que a ecomia não cresceria mais de 3%, o país alcançou o crescimento excepcional de 5,3% na economia, melhor resultado nos últimos oito anos. O presidente disse também que o país terminará o ano com quase dois milhõe de trabalhadores com empregos novos registrados em carteira profissional, maior número desde 1992.