A declaração conjunta dos presidente da Áustria, Heinz Fischer, e do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, destacou que os dois países têm grande potencial comercial a ser explorado.

"Queremos relançar o diálogo político e alcançar níveis de cooperação e comércio condizentes com o potencial de nossos países", afirmou Lula. Segundo ele, os pontos de interesses comuns e as metas de atuação conjunta entre Áustria e Brasil já estão sendo identificados.

Segundo Heinz Fischer, as relações comerciais bilaterais somaram cerca de US$ 300 milhões no ano passado. O Brasil concentra 40% de todo o comércio que a Áustria realiza com a América Latina, de acordo com o Ministério das Relações Exteriores. Os principais produtos brasileiros exportados são máquinas, veículos e produtos farmacêuticos.

O presidente da Áustria, Heinz Fischer, espera que o Mercosul e a União Européia cheguem a um acordo, em maio de 2006, sobre as relações comerciais entre os dois blocos. A Áustria será o próximo país a assumir a presidência do bloco europeu, no início do ano que vem. Depois de encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Fisher formalizou convite para que o colega brasileiro visite seu país.

Lula demonstrou otimismo com o avanço das negociações entre as duas regiões pelo fato de a Áustria assumir a União Européia. "Contamos com a liderança da Áustria, no exercício da presidência de turno do Conselho Europeu, para concluirmos com sucesso nosso acordo bi-regional", disse. Em maio, será realizada uma reunião em Viena entre os países da América Latina, Caribe e União Européia.

Esta é a primeira vez que um chefe de Estado austríaco visita oficialmente a América do Sul. Fischer veio acompanhado de uma delegação de empresários e investidores que participam nesta terça-feira do Fórum Econômico Áustria-Brasil, em São Paulo.