Brasília – Em discurso de posse no Congresso Nacional, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que sua reeleição foi uma decisão livre e consciente do povo, sem a influência de "feitores". Para Lula, a reeleição significa uma vontade de mudança da população que estava reprimida há anos. "Este povo constitui a verdadeira opinião pública do país que alguns pretenderam monopolizar".

Descartou a idéia de que a votação nele, ocorreu em troca de benefícios do Bolsa Família. "Não faltaram os que, do alto de seus preconceitos elitistas, tentaram desqualificar a opção popular como fruto da sedução que poderia exercer sobre ela o que chamavam de ´distribuição de migalhas´. Os que assim pensam não conhecem e não entendem este país. Desconhecem o que é um povo sem feitores, capaz de expressar-se livremente", afirmou aos parlamentaresque acompanham a solenidade.

O presidente pediu paciência e concessões aos opositores. "Não peço a ninguém que abandone suas convicções. Não desejo que a oposição deixe de cumprir o papel que dela esperam os que por ela livremente optaram. Quero pedir-lhes, apenas, que olhemos mais para o que nos une do que para o que nos separa. Que concetremos o debate nos grandes desafios colocados para o nosso país e para o mundo. Que estejamos à altura do que necessita e deseja o nosso povo", destacou.

Ele acrescentou que governará "sem olhar cor, credo, opção ideológica ou partidária". "Mais que nuncam sou um homem de uma só causa. Esta causa se chama Brasil". Lula agora segue para o Palácio do Planalto.