O presidente Luiz Inácio Lula da Silva cumpriu o terceiro compromisso da agenda oficial da visita de Estado à Grã-Bretanha, ainda no Palácio de Buckingham, residência oficial da rainha Elizabeth II. Depois de saborear truta e salmão de entrada, frango com legumes e um queijo produzido no Castelo de Windsor, de sobremesa, Lula, a primeira-dama, Marisa Letícia Lula da Silva, e sete ministros da comitiva brasileira visitaram a galeria de pinturas, onde, ao lado de Elizabeth II e do príncipe Phillip, duque de Edimburgo, conheceram as peças brasileiras da coleção real.

O presidente viu uma foto da rainha com o ex-ministro extraordinário dos Esportes Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, com a camisa do Santos e o jogador Gérson, feita em novembro de 1988, no Maracanã, quando ela entregou a taça aos jogadores da seleção paulista, que venceram os cariocas. Eles viram ainda desenhos de animais brasileiros feitos por um professor de história natural de Viena e outro de flores do Brasil, desenhados por uma bióloga inglesa, Margareth Mee, que passou a maior parte da vida buscando e pintando orquídeas brasileiras.

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, muito à vontade, usou a máquina para tirar fotos dele mesmo, com Elizabeth II e Lula, e mostrou-as a ela. Nas conversas mantidas durante a exposição, conforme relatou Furlan, Elizabeth II disse ao presidente que tem "boas lembranças" do Brasil. Mostrou uma medalha que ganhou da Escola de Samba Mangueira, quando esteve lá, e, dirigindo-se para o ministro da Cultura, Gilberto Gil, afirmou que gostou muito da Bahia. Gil respondeu à rainha da Grã-Bretanha que se lembra da visita e ela se surpreendeu, afirmando que ele era muito novo na época. "Ela é muito simpática, não tem salto alto", disse o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, que declarou que precisa de um mapa para se deslocar no palácio sem se perder.

Furlan contou ainda uma brincadeira que fez com Elizabeth II, quando ela mostrou a Lula o quadro predileto daquela sala, um Rembrandt, onde aparece uma mulher entregando um papel para um homem sentado a uma mesa, parecendo que estava querendo dizer alguma coisa. O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, brincando, emendou: "Será que ela não está dando uma conta para ele pagar?" Todos riram. Lula depositará flores no Monumento do Soldado Desconhecido, no quarto compromisso do dia.