O líder do PT na Câmara, deputado Luiz Sérgio (RJ), informou que os dirigentes partidários se mostraram preocupados, na reunião de hoje entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os integrantes do Conselho da Coalizão de Governo, com o risco de prejuízo para os trabalhadores com a aplicação de R$ 5 bilhões do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) em um fundo de investimentos em infra-estrutura criado pelo governo.

Segundo Sérgio, o presidente Lula, em reação a essa preocupação, determinou ao ministro da Fazenda, Guido Mantega, presente ao encontro, que encontre uma forma de criar salvaguardas contra eventuais prejuízos e incluí-las na medida provisória que trata da criação do fundo de investimentos e integra o Programa de Aceleração ao Crescimento (PAC), enviado pelo Executivo ao Congresso. Lula, segundo Luiz Sérgio, disse não aceitar, de forma alguma, que o fundo de investimentos possa ter uma remuneração menor do que a que tem hoje o FGTS, que é calculada com base na TR (taxa de referência) mais 3%.

O líder do PT relatou também que Lula apelou a todos no sentido de que, ao fazerem melhoramentos no PAC, os parlamentares mantenham a essência do programa. Lula pediu ainda que sejam escolhidos logo os relatores dos projetos de lei e das medidas provisórias do PAC.