O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa às 9h30 de reunião sobre a estiagem na região Sul. Às 11h30, tem reunião com representantes da Unica e Coimex. Na parte da tarde, Lula recebe às 15h30 o ministro Luiz Dulci, chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, e às 16h30 o ministro Nelson Machado, interino do Planejamento, Orçamento e Gestão.

Integrantes do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), que integra a Via Campesina, e representantes de 11 ministérios fizeram na última quarta-feira (9) a primeira reunião para discutir medidas emergenciais destinadas a amenizar o impacto da estiagem que atinge o sul do país, principalmente o Rio Grande do Sul. Já são quase cinco meses sem chuva na região e dos 497 municípios do estado, 412 decretaram situação de emergência. O Rio Grande do Sul é responsável por mais de 80% da produção agrícola do país. Produtores de milho, carne, leite e soja são os mais prejudicados com a seca.

Entre as medidas já adotadas pelo governo está a prorrogação por mais 55 dias do pagamento da segunda etapa do Bolsa-Seca Sul, do Programa Bolsa Estiagem, que beneficia agricultores familiares.