Representantes do Comitê Organizador do Fórum Social Mundial (FSM) vão se reunir nesta quarta-feira (10), no início da noite, com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo a assessoria de imprensa do fórum, o comitê pretende confirmar a realização do encontro em Porto Alegre em janeiro de 2005 e apresentar ao presidente a nova organização do FSM, estruturada com o objetivo de tornar os debates e as articulações mais propositivas.

A programação do fórum de 2005 foi construída a partir de uma consulta temática – realizada entre os meses de maio e julho – em que mais de 1.800 entidades indicaram temas e questões a serem debatidas. As entidades que quiseram propor atividades auto-gestionadas deveriam relacioná-las a um dos 11 eixos temáticos do encontro.

Realizado pela primeira vez em 2001, o fórum mundial se caracteriza por ser um espaço de debate e formulação de propostas alternativas às políticas neoliberais. O encontro tem caráter não governamental e não partidário. Depois de três edições em Porto Alegre, em 2004 o Fórum foi realizado em Mombai, na Índia. No ano que vem, volta à capital do Rio Grande do Sul.

O Comitê Organizador do Fórum é composto por oito entidades: Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais (Abong ), Ação pela Tributação das Transações Financeiras em Apoio aos Cidadãos (Attac), Comissão Brasileira Justiça e Paz (CBJP), Associação Brasileira de Empresários pela Cidadania (Cives), Central Única dos Trabalhadores (CUT), Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (Ibase), Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e Rede Social de Justiça e Direitos Humanos.