Em pronunciamento à nação, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que está
consciente da gravidade da crise política e que o país não pode parar. "Na área
social, 7,5 milhões de famílias têm garantido acesso ao programa Bolsa Família.
E 8,7 milhões até o final do ano serão beneficiadas; expandimos o crédito e
muitos trabalhadores puderam pagar suas dívidas. Este País não pode parar. Tenho
certeza que esse é o desejo da sociedade brasileira", afirmou o
presidente.

Lula disse que se sente traído e indignado com a atual
situação vivida pelo País e que, se tivesse ao seu alcance, já teria
identificado e punido exemplarmente os responsáveis. "Estou consciente da
gravidade da crise política", afirmou.