Perguntado sobre os preconceitos que enfrentou ao se candidatar a Presidência da República, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, disse: ?jamais vou dizer que as pessoas têm que me engolir?.

?Eu tenho consciência do sacrifício que foi chegar à Presidência da República. Eu tenho consciência das barreiras preconceituosas que eu tive que enfrentar. Um preconceito elitista. Um preconceito contra nordestino. Eu sempre enfrentei isso de cabeça muito erguida, consciente do papel que eu tinha que cumprir se eleito presidente da República?, destacou o presidente ao conceder entrevista coletiva para jornalistas de 13 emissoras de rádio.

Lula destacou que seu governo está fazendo mais do que aqueles que o criticaram. Ele lembrou que assumiu o país com uma dívida de R$ 900 bilhões e que é preciso saber como reduzir essa dívida. ?Nós trabalhamos na medida que um médico trabalha no corpo humano, ou seja, nós trabalhamos com cuidado para dar a dose para não matar o paciente. Em economia não tem aventura. Um salto fora de propósito, você quebra a cara. E depois, quem fica com o prejuízo é o povo?.