Famílias que estão na fila da Cohab e têm renda entre três e seis salários mínimos poderão ser atendidas com apartamentos que estão em construção em 21 empreendimentos nos bairros do Campo Comprido, Cidade Industrial, Tatuquara e Sítio Cercado. São 1.440 unidades que fazem parte de um convênio firmado entre a Cohab e a Caixa Econômica Federal para implantação do Programa de Arrendamento Residencial (PAR) em Curitiba.

Os apartamentos, com dois quartos e área média de 50 metros quadrados, estão localizados em condomínios que estão surgindo em áreas próximas a conjuntos habitacionais já implantados, em regiões com urbanização consolidada e dotadas de equipamentos e serviços públicos. Do total de 1,4 mil unidades em obras, uma parte (800) ficará pronta até o final deste ano. O restante (640) tem conclusão prevista para meados do ano que vem.

Convocação

As famílias que serão atendidas com as unidades serão convocadas pela Cohab pela ordem cronológica das inscrições na fila. Elas devem ter renda que varia entre três e seis salários mínimos mensais e vão participar de reuniões explicativas sobre o programa de arrendamento na sede da Cohab. As primeiras reuniões devem acontecer nos dias 20 e 21 de setembro.

O PAR é uma modalidade de acesso a uma unidade habitacional que substitui o financiamento de aquisição por um contrato de arrendamento com prazo de 15 anos. Trata-se de uma espécie de leasing, onde a família paga uma taxa mensal pela ocupação do imóvel e ao final do prazo torna-se proprietária do imóvel.

A principal vantagem deste sistema é o seu custo mais acessível, se comparado a um financiamento convencional ou mesmo ao valor de um aluguel. Para os apartamentos que estão em obras, a previsão é que a taxa de arrendamento fique em torno de R$ 190 mensais (mais as despesas de condomínio). Não há necessidade de pagamento antecipado de poupança ou de entrada. O valor da taxa é reajustado uma vez por ano, pelo mesmo índice que corrige os depósitos do FGTS.

Entre os apartamentos em obras, a maioria está incluída na modalidade do programa de arrendamento que atende famílias com renda entre quatro e seis salários mínimos. Do total, 640 estão localizados no Sítio Cercado, em terrenos remanescentes do Bairro Novo. A área, com 4,2 milhões de metros quadrados, abriga o maior projeto já desenvolvido pela Cohab e hoje tem uma população estimada em cerca de 40 mil pessoas. Outras 164 unidades estão em obras no bairro do Campo Comprido, próximo ao conjunto Moradias Barbacena. Na CIC, junto ao conjunto Moradias Diadema, há mais 140 apartamentos.

Uma parte das unidades (496, em quatro empreendimentos) foi incluída no chamado PAR Social – uma modalidade do programa de arrendamento que tem um custo mais baixo e está destinada a famílias com renda entre três e quatro salários mínimos mensais. Os apartamentos têm um padrão de acabamento simplificado e o valor da taxa mensal de arrendamento deve ficar em torno de R$ 155.