O ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Guido Mantega, afirmou hoje que o governo está disposto a fazer alterações para aprovar o projeto das Parcerias Público Privada (PPPs). “Nós, do governo federal, estamos dispostos a fazer as modificações necessárias e ouvir as sugestões de todos para aprovar rapidamente esse instrumento, que é muito importante para o País num momento de escassez de recursos”, disse ele, após audiência na tarde de hoje com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), no Palácio dos Bandeirantes.

Após o encontro, o ministro disse que estava muito satisfeito por poder contar com o apoio do governador junto à bancada federal em São Paulo. “Nós queremos que o governador nos ajude a acelerar esse projeto no Senado”, afirmou.

O ministro acredita que o projeto poderá ser votado no Senado após o primeiro turno das eleições municipais. Apesar de reiterar que o projeto “não tem nada a ver com a questão eleitoral”, ele acredita que nesse momento os parlamentares estão muito envolvidos com suas bases nessas eleições. Mantega disse que, após esse primeiro turno, os projetos das PPPs devem entrar como prioridade na pauta do Senado.

Uma das propostas do governo é realizar audiências públicas para colher sugestões e aparar arestas necessárias para aprovar o projeto. Como o Estado de São Paulo foi pioneiro nessa matéria, o governador designou o secretário de Planejamento, Andrea Calabi, para ajudar o governo federal nessas audiências públicas.