Cerca de 100 mil participantes estão sendo esperados para a Marcha Zumbi + 10 Contra o Racismo, pela Igualdade e a Vida, programada para hoje (22), em Brasília. A concentração dos manifestantes será na Catedral de Brasília.

Hoje se comemoram 95 anos da Revolta da Chibata, movimento comandado pelo marinheiro negro João Cândido, no Rio de Janeiro. Às 11h, a filha de João Cândido, Zelândia Cândido, inicia a marcha rumo ao Congresso. Às 15h, Zelândia e a comissão organizadora da marcha entregam dossiê com as reivindicações do movimento aos presidentes da Câmara e do Senado.

Criado há 10 anos, o movimento tem como principal objetivo ampliar o debate sobre a discriminação racial no país. A Comissão Nacional Contra Discriminação Racial da Central Única dos Trabalhadores (CUT), do comitê organizador, pretende avaliar os avanços e retrocessos da mobilização.

A marcha vai também reverenciar Zumbi, o líder do Quilombo dos Palmares, assassinado no dia 20 de novembro de 1695. Zumbi é símbolo da resistência ao regime escravista e da consciência negra.