A marcha do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), que começou na segunda-feira passada, chegou a Salvador, na Bahia. Ao todo, cerca de 5 mil pessoas participam da caminhada, que percorreu 110 quilômetros entre Feira de Santana e a capital baiana, protestando contra a impunidade no campo e tentando pressionar o governo a apressar a reforma agrária.

Na agenda dos manifestantes, está prevista para terça uma audiência com o governador baiano, Jaques Wagner (PT), e o comparecimento a uma sessão da Assembléia Legislativa do Estado, para pressionar os deputados a aprovarem a idéia de uso das terras devolutas do governo para a reforma agrária.

Os integrantes do movimento, ao chegarem a Salvador, seguiram direto para o ponto onde vão ficar acampados até amanhã, na Rótula do Abacaxi – um dos principais entroncamentos urbanos da capital baiana -, e causaram diversos problemas ao trânsito da cidade. Alguns manifestantes apresentam quadro de desidratação.