O presidente Luiz Inácio Lula da Silva avisou ontem aos líderes do governo no Congresso que o novo articulador político do Planalto será Walfrido Mares Guia, hoje ministro do Turismo. Mares Guia substituirá o ministro das Relações Institucionais, Tarso Genro, que será remanejado para a Justiça com a saída de Márcio Thomaz Bastos.

Lula, agora, tenta acomodar a ex-prefeita de São Paulo Marta Suplicy na equipe, mas já admitiu, em conversas reservadas, que está cada vez mais difícil solucionar essa equação. Na tentativa de resolver o impasse, o presidente conversará pessoalmente com Marta. Ela ficou contrariada com comentários de que poderia ser ?encaixada? no Turismo com a saída de Mares Guia – hoje no PTB, mas que deve migrar para o PR. Aliados da ex-prefeita – que transformaram Cidades, do PP, em objeto do desejo petista – estão furiosos com o presidente, mas, por orientação dela, adotaram a lei do silêncio. Lula promete anunciar a reforma ministerial semana que vem e já se sabe que as mudanças serão pequenas.

A escolha de Mares Guia foi comemorada ontem pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). ?Walfrido tem ótimo trânsito no PMDB?, elogiou, dois dias depois de seu grupo ter comprado briga com o Planalto, enciumado com a escolha do deputado Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) para Integração Nacional. O ministro do Desenvolvimento, Luiz Fernando Furlan, deve sair, mas Lula não definiu seu substituto. Guilherme Cassel deve permanecer no Desenvolvimento Agrário.