Marília (AE) – O Marília conseguiu uma virada incrível sobre o Guarani e manteve suas chances de classificação para o quadrangular final da Série B do Brasileiro. Com 2 gols nos últimos 5 minutos, o time da casa ganhou por 3 a 2 nesta quarta-feira, no Estádio Bento de Abreu, em Marília.

A vitória em casa deixou o Marília com 6 pontos no grupo B, empatado com a Portuguesa, que perdeu para o líder Náutico também nesta quarta-feira – o time pernambucano chegou aos 9 pontos. Já o Guarani caiu para a lanterna, com 3 pontos.

Jogando como visitante, o técnico Luiz Carlos Ferreira alterou o time de Campinas, abandonando o esquema com 3 atacantes – Wagner foi para o banco. "O Guarani não pode levar o sufoco que levou em casa, por isso esta formação", justificou.

Mesmo assim, o Guarani saiu na frente. Foram dois gols seguidos. Aos 25 minutos, Adílio recebeu passe e cruzou rasteiro para Jonas, que chutou no canto alto esquerdo. E aos 27, o mesmo Jonas faz passe para Edmílson, que deixou a bola passar para Nelsinho. E ele chutou forte: 2 a 0.

Mas o Marília não desistiu, mesmo perdendo por 2 a 0. E diminuiu ainda no primeiro tempo. Aos 46 minutos, João Marcos cruzou da esquerda, Anaílson dominou a bola, girou e chutou no canto esquerdo.

Na volta do intervalo, mudança nos dois times. O Guarani retornou ao 4-4-3 com a entrada de Wágner no lugar de Adílio. Já no Marília, o técnico Wladimir Araújo trocou atacante por atacante: Celsinho substituiu Théo.

O jogo ficou equilibrado até os minutos finais. Aí, o Marília conseguiu a virada. Aos 43, Wellington Silva empatou a partida. E aos 48 minutos, Anaílson cruzou para Róbson fazer 3 a 2.

Marília: Guto; Luizinho Neto (Wellington Silva), Téio, Gian e Júlio César; Fernando, João Marcos, Chico Marcelo e Anaílson; Ricardinho (Róbson) e Théo (Celsinho). Técnico: Wladimir Araújo.

Guarani: Jean; César, Andrei e Galego; Nelsinho, Marcos Paulo, Márcio Araújo, Ênio (Alexandre Salles) e Adílio (Adílio); Jonas e Edmilson (Roncatto). Técnico: Luiz Carlos Ferreira.

Gols: Jonas, aos 25, Nelsinho, aos 27, e Anaílson, aos 46 minutos do primeiro tempo; Wellington Silva, aos 43, e Róbson, aos 48 do segundo.

Juiz: Rodrigo Martins Cintra (SP)

Renda: R$ 34.508,00

Público: 5.647 pagantes.

Cartão amarelo: Júlio César, Marcos Paulo, Ênio, João Marcos, Anaílson, Guto, Gian, Edmílson e Jean.

Local: Marília (SP)