‘Estamos bem conscientes de que não será fácil. Quem diria que a McLaren seria, logo de cara, um adversário tão difícil?’, questionou Massa.

‘A saída é trabalharmos ainda mais duro, estar atento a cada detalhe, não perder uma única oportunidade nas corridas.’ A próxima etapa, quarta do calendário, será em 13 de maio, em Barcelona.

‘Essa parada é ótima, vou para o Brasil. As coisas não saíram como eu imaginava nas duas primeiras provas. Aliás, dedico essa vitória a minha namorada, Rafaela, pela paciência comigo nesse período.’ Os dois vão se casar no fim do ano.

Para ganhar e entrar no grupo dos quatro pilotos que lutarão pelo título, Massa precisou trabalhar muito ontem. ‘Era fundamental largar bem, como fiz, a fim de evitar os problemas da última corrida.

O piloto da Ferrari assumiu a liderança, com Hamilton em 2.º, sempre bem próximo, Alonso, que ganhou a posição de Raikkonen, 3º, e o próprio finlandês. ‘O carro não estava ótimo, saía de traseira. No primeiro pit stop (21ª volta de um total de 57), mudamos a regulagem do aerofólio dianteiro e minha Ferrari ficou fantástica.

A partir daí, a diferença para Hamilton, sempre na casa de apenas um segundo, começou a crescer. Só nas voltas finais o piloto da McLaren voltou a se aproximar perigosamente. ‘Passamos para os pneus duros no segundo pit stop (40ª volta) e minha preocupação foi administrar a vantagem.’ Chegou a 7 segundos e 654 milésimos na 45ª volta. No final, o inglês cruzou a linha de chegada 2 segundos e 360 milésimos atrás.

Raikkonen ultrapassou Alonso novamente em seu primeiro pit stop (23ª volta), para completar o pódio em 3º.

Massa manifestou o prazer de lutar com o fenômeno Hamilton, que ontem aplaudiu sua vitória. Nas duas últimas etapas, os dois duelaram por várias voltas. ‘É apenas o começo da batalha, mas, claro, tem sido bonita, competição de verdade, honesta, disputada na pista.

Raikkonen, apesar do pódio e da liderança no Mundial, visivelmente não estava satisfeito. ‘Cometi um erro na largada. Alonso me passou, mas ainda nas curvas 1 e 2 estava prestes a passar os dois.’ Não diz, mas de novo tirou o pé do acelerador para não bater, como na Malásia. ‘Perdi muito tempo atrás de Alonso, enquanto Felipe e Lewis se distanciavam.’ Isso o impediu de lutar pela vitória.

Massa e Raikkonen voltam às pistas dia 30, nos testes coletivos em Barcelona.