Quase 300 denúncias de maus tratos, entre agressões físicas e verbais, chegaram até o serviço Disque Idoso no ano passado, conforme relatório apresentado nesta segunda-feira (15) pela Secretaria do Trabalho, Emprego e Promoção Social. Apesar de dispor de apenas duas linhas telefônicas, o serviço tem demonstrado eficiência e os dados estatísticos surpreendem.

De acordo com a coordenadora do Disque Idoso, Schirley Scremin, foram 2.658 ligações, entre denúncias de maus tratos, ligações pedindo informações sobre saúde pública, dúvidas sobre os Direitos do Idoso e outras questões.

Números

Os números de maior expressão no atendimento ao cidadão são: 703 ligações sobre informações e orientações em legislação; 268 sobre saúde; 118 reclamações no geral, e 300 ligações sobre maus tratos; 145 em orientações sobre transportes.

O programa ganhou credibilidade porque as denúncias podem ser anônimas. Sem se identificar o denunciante fica mais à vontade para relatar os casos de maus tratos e questões que envolvam diretamente pessoas do convívio do prejudicado. ?Nosso sistema serve de intermediário na solução dos problemas. Ele liga, faz a denúncia e nós tratamos de encaminhar todos os casos?, garante Schirley Scremin.

O Disque Idoso é um serviço do Governo do Paraná para melhorar a vida do cidadão na terceira idade, possibilitando a ele um apoio social quando se vê ameaçado até mesmo dentro do próprio lar. O Paraná mantém esse atendimento informando, orientando e prestando auxílio direto aos necessitados. Para isso dispõe de um número específico (0800-41-0001) que atende gratuitamente nos dias úteis, entre 8h e 12h e das 13h30 às 18h.

O serviço está disponível em todos os municípios do Estado e trabalha em parceira com as prefeituras para ajudar a solucionar as questões mais emergenciais. Se o problema não for resolvido somente com o encaminhamento do idoso ao órgão responsável, o Disque Idoso intermedia e resolve o problema.