Será iniciado oficialmente hoje (19), pelo Ministério da Educação (MEC), o Curso Livre a Distância para Residência Médica. O programa do curso, que será transmitido pela TV IP Conexão Médica, visa a criar um padrão nacional para o ensino da residência e democratizar o conhecimento em medicina. A primeira aula será aberta pelo ministro da Educação, Fernando Haddad, e o secretário executivo da Comissão Nacional de Residência Médica do MEC, Antônio Carlos Lopes.

Dezenove hospitais de universidades federais das regiões Norte e Nordeste foram escolhidos para a exibição das aulas. Outros 100 pontos da TV IP Conexão Médica, espalhados por todo o Brasil, receberão simultaneamente o conteúdo programático. A escolha desses pontos foi feita pelo MEC com a colaboração dos ministérios da Defesa e da Saúde, levando em conta a democratização e disseminação do conhecimento. A iniciativa tem ainda o objetivo de atualizar médicos já formados e de difundir conhecimento de excelência de forma mais uniforme em áreas como Clínica Médica, Pediatria, Obstetrícia e Ginecologia, Cirurgia Geral, Medicina de Família e Comunidade, Ética e Bioética.

O curso, que suprirá as 100 horas-aulas anuais da carga teórica necessária à residência médica, irá ao ar às segundas, terças, quintas e sextas-feiras e será reconhecido pela Comissão Nacional de Residência Médica.