O governo espera para 2005 um ano, no mínimo, semelhante ao de 2004. Foi o que disse há pouco o líder do governo no Senado, Aloísio Mercante, ao fazer um balanço da reunião ministerial que começou ontem e prossegue hoje na residência presidencial da Granja do Torto. "Quem entrou otimista na reunião está saindo entusiasmado", disse Mercadante.

Ele afirmou que todos os indicadores relevantes, tanto na área econômica quanto na social, melhoraram em 2004. Na área social, o senador destacou a política de combate à fome e o Programa Bolsa Família. Na econômica, citou o crescimento das exportações, a redução da carga tributária e a redução dos juros.

Mercadante disse que os sinais dados pelo setor produtivo, com incremento dos investimentos privados, apontam para "um ano de 2005 bastante promissor". Lembrou, no entanto, que, para garantir crescimento, serão necessários investimentos na área de infra-estrutura e isso só será possível com aprovação do projeto de Parcerias Público-Privadas pelo Congresso Nacional, o que em sua opinião, deverá acontecer.

A reunião ministerial começou às 9h40. Neste momento, o ministro José Dirceu está fazendo está fazendo uma explanação sobre os objetivos do governo para 2005 e em seguida cada ministro nfalará sobre o que foi discutido durante a reunião, incluindo assuntos que não pertencem a sua pasta.