Na estréia de Ronaldo, o Milan derrotou o Livorno por 2 a 1 hoje no Estádio San Siro, pela 23.ª rodada do Campeonato Italiano. Usando a camisa número 99, o atacante começou a partida no banco de reservas e entrou em campo aos 17 minutos do segundo tempo no lugar do compatriota Ricardo Oliveira.

Com o resultado, a equipe dirigida pelo treinador Carlo Ancelotti, que também contou com o ex-são-paulino Kaká, pulou para a sexta colocação na tabela, com 30 pontos, metade da pontuação da líder Internazionale, que bateu o Chievo por 2 a 0, fora de casa, em Verona. Já o Livorno ocupa o 14.º posto, com 23 pontos.

Contando com o apoio da torcida, uma vez que o clube conseguiu no sábado a liberação para a entrada de 31.500 sócios – o estádio estava proibido de receber público por não passar pelas novas formas de segurança impostas pelo governo local -, o Milan saiu na frente aos 29 minutos do primeiro tempo, com um gol marcado pelo volante Genarro Gattuso. Mas, dois minutos depois, os visitantes empataram com o atacante Christiano Lucarelli.

Precisando dar mais movimentação ao ataque, Ancelotti colocou Ronaldo, que voltou a jogar na Primeira Divisão Italiana após quatro anos e nove meses – a última partida havia sido pela Internazionale antes de transferir-se para o Real Madrid, em 2002. Apesar de não ter marcado, o jogador de 30 anos atou bem e deu três chutes à meta adversária, quase marcando aos 42 ao mandar rente ao gol de Amelia.

Mas o gol da vitória do clube milanês foi anotado, aos 23, pelo lateral checo Marek Jankulovski, que partiu sozinho e arriscou de longe, acertando um belo chute no canto direito do arqueiro do Livorno.