Rio – O milho e a soja deverão apresentar melhor desempenho na safra deste ano, na comparação com a de 2005. A estimativa é dos técnicos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ao divulgar hoje o segundo prognóstico da safra agrícola de 2006.

A produção de milho deverá crescer 27,22% e a de soja, 15,83%, em relação à safra de 2005. Segundo o gerente do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola do IBGE, Neuton Alves Rocha, as condições climáticas favoráveis ao plantio na Região Sul, no começo deste ano, indicam estimativa de uma colheita melhor na safra de 2006.

O milho aumentará a área plantada, cerca de 9,499 milhões de hectares, com uma produção prevista de 34,588 milhões de toneladas.

No caso da soja, entretanto, a tendência é de redução de 6% na área plantada na safra agrícola deste ano. Mesmo assim, a produção deverá crescer na comparação com 2005, com uma estimativa de 59,235 milhões de toneladas. De acordo com Neuton Rocha, esse aumento é conseqüência direta do aumento da produtividade, em torno de 21%.

Outro produto que deverá ter bom desempenho em 2006 é o feijão. O prognóstico dos técnicos do IBGE é de uma safra de 1,821 milhão de toneladas, com alta de 29,28% em relação a 2005, de 1,408 milhão de toneladas. Para Neuton Rocha, a excelente cotação dos preços no ano passado motivou os produtores a aumentar a área plantada em 2006.