O Ministério do Planejamento adiou para amanhã, às 9 horas, a entrevista do ministro Paulo Bernardo para explicar o Decreto de Programação Orçamentária, com os cortes nos investimentos e nos gastos de custeio, previstos no Orçamento da União deste ano. A informação é da Assessoria de Imprensa do Ministério. O motivo do cancelamento não foi divulgado. A entrevista estava marcada para hoje, às 14 horas.

Estima-se que o governo anunciará um corte entre R$ 15 bilhões e R$ 19 bilhões nos gastos de investimento previstos no Orçamento da União de 2007, sancionado na semana passada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O bloqueio dos recursos está previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Para 2007, o Orçamento da União prevê uma receita de R$ 615,9 bilhões, mas o governo só conta de fato com R$ 600 bilhões.