Tirar carteira de trabalho ou dar entrada no seguro desemprego ainda é uma tarefa complicada para muitos moradores de cidades pequenas do país. Em algumas regiões, quem necessita de atualizar a documentação trabalhista, precisa viajar para outro município que possua posto de atendimento do Ministério do Trabalho. Para reduzir as dificuldades, o governo vai modernizar as Delegacias Regionais do Trabalho (DRT) e ampliar os convênios com outros órgãos públicos para facilitar a retirada desses documentos.

O processo de modernização já foi iniciado nas Delegacias Regionais do Trabalho de Pernambuco, Rio Grande do Sul, Sergipe, do Distrito Federal, Paraíba e Paraná. A partir de fevereiro, o projeto continua nos outros estados. De acordo como o secretário-executivo-adjunto do Ministério do Trabalho e Emprego, Dedilson Nunes, o programa prevê também a compra de 1.040 computadores e ainda este ano a realização de concurso para a contratação de 1.951 funcionários.

"Serão feitas parcerias com todas as prefeituras para que o cidadão possa tirar a carteira de trabalho na própria cidade. O cidadão não terá que pagar uma passagem para dar entrada no seguro desemprego ou requerer documentos", prevê Nunes. "Antes os trabalhos eram voltados para os grandes centros, principalmente as capitais. Agora com este trabalho nós estaremos interiorizando todos os procedimentos que o ministério tem a responsabilidade de cumprir para que os programas possam acontecer."