A Promotoria de Investigação Criminal de Foz do Iguaçu protocolou denúncia contra 11 policiais civis, entre eles três delegados, acusados de receberem propina para acobertar jogos ilícitos na cidade. A denúncia é apenas o primeiro resultado formal da força-tarefa formada entre a Secretaria da Segurança Pública e a Promotoria e que desencadeou a Operação Avalanche no começo deste mês. As investigações e prisões desmantelaram uma rede formada por policiais que cobravam dinheiro de empresários locais para fazer ?vistas grossas? à exploração de jogos ilícitos.

Além dos 11 policiais civis, outras 16 pessoas foram denunciadas por envolvimento no esquema. De acordo com a nota oficial divulgada pelo Ministério Público, são 84 casos diferentes, entre eles formação de quadrilha, corrupção ativa, corrupção passiva e crimes contra a administração pública, que resultaram na denúncia contra 27 pessoas. O conteúdo da denúncia não será divulgado, segundo os promotores, para não atrapalhar a continuidade das investigações.

A denúncia foi protocolada no final da tarde de segunda-feira (21), na 1.ª Vara Criminal de Foz do Iguaçu. Segundo o promotor Rudi Rigo Bürkle, agora cabe à Justiça, a decisão de tornar ou não público o conteúdo da denúncia. Todos os policiais citados na denúncia já foram afastados e enfrentam procedimento administrativo na Corregedoria da Polícia Civil. ?Esta denúncia não encerra de maneira alguma as investigações. Continuamos investigando outros fatos que com certeza terminarão com novas denúncias?, explicou o promotor.