A queda dos preços dos combustíveis prometida pelo governo na semana passada está cada vez mais difícil de ser anunciada. A ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff, disse hoje que é possível que essa queda não ocorra. Além disso, segundo ela, a greve geral na Nigéria pode até causar aumento no preço dos combustíveis no mercado internacional e o Brasil não teria como se proteger desse novo aumento.

A ministra afirmou que, mesmo que o preço caia nas refinarias da Petrobras, o governo pode aumentar o valor da Cide (imposto cobrado sobre os combustíveis) para que o preço ao consumidor continue o mesmo. (Leia mais na edição de amanhã do jornal O Estado do Paraná)