O ministro da Fazenda, Antonio Palocci, se disse "empenhadíssimo" em manter e a política econômica. Ele disse aos deputados da Comissão de Tributação da Câmara que acredita que o rumo da política econômica do país não deva ser alterado. "O Brasil não pode ter a economia em crise a cada eleição".

Palocci afirmou que está "absolutamente tranqüilo" porque o presidente reiterou os princípios da política econômica e garantiu que não fará "aventura fiscal e eleitoral". O ministro destacou que as desavenças dentro do governo são normais e lembrou que "as políticas estão acima das pessoas".