Chegaremos até o final do mandato com média de 100 mil empregos a cada mês", afirmou o ministro do Trabalho e Emprego, Luiz Marinho. Segundo o ministro, em 2004, foram gerados 1,4 milhão de empregos formais e este ano, 1,2 milhão.

Para o ministro, esse é um sinal de que a crise política não interferiu no crescimento do país. "Se fosse para contaminar já teria contaminado, felizmente o Brasil continua crescendo, gerando empregos, gerando oportunidades", disse Marinho, durante café da manhã com jornalistas.