O ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal (STF), votou a favor de que o Ministério Público possa fazer investigações que colaborem para o oferecimento de denúncias. Em 15 de outubro do ano passado, Joaquim Barbosa havia pedido vista do inquérito em que o Ministério Público Federal denunciava o deputado federal Remy Trinta (PL-MA) por suposto desvio de recursos do Sistema Único de Saúde (SUS). Os ministros Marco Aurélio Mello, relator do processo, e Nelson Jobim, presidente do STF, haviam rejeitado a denúncia. Marco Aurélio entendeu que as investigações do inquérito criminal não poderiam ter sido feitas pelo Ministério Público, mas sim pela Polícia Federal.