Em sua primeira entrevista coletiva após a posse, o ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou hoje que será feita uma "faxina legislativa" no ministério. "Nós vamos fazer uma espécie de faxina legislativa aqui no MEC, passando em revista todas as normas infralegais: decretos, portarias e resoluções para adequar todos esses itens ao espírito da discussão que, no último ano, foi processada em torno da educação superior", explicou Haddad.

Haddad anunciou os novos integrantes de seu gabinete, entre eles, a nova consultora jurídica, Maria Paula Dallari Bucci, que será responsável pela faxina. Ex-procuradora-geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), Maria Paula será encarregada de elaborar um decreto para consolidar a regulamentação sobre ensino superior.

Haddad anunciou ainda que o atual secretário executivo adjunto, Jairo Jorge, assumirá a Secretaria Executiva. O atual chefe de gabinete, Ronaldo Teixera, será nomeado secretário executivo adjunto. A Chefia de Gabinete será ocupada por Inajara Inês Ferreira.